Plantão
Política

Ji-Paraná- Vereador Edilson Vieira será punido por precipitação

Publicado dia 04/06/2019 às 18h50min | Atualizado dia 04/06/2019 às 20h08min
, aproveitou o dinheiro publico para protocolar documento no MDB, esmo sabendo que o conselho de ética do partido já havia resolvido a questão favorável aos vereadores Joaquim e Josiel.

Revoltado por ter perdido apoio de companheiros de partido, na composição da chapa para formação da mesa diretora daquela casa de leis, vereador e presidente da sigla no Município Edilson vieira do MDB, Ji-Paraná, precipitadamente tomou a decisão de expulsar seus companheiros de partido, vereador Joaquim Teixeira, e Josiel Carlos de Brito com a alegação de infidelidade partidária.

Em um ato impensado veio a tomar esta decisão que difamou os vereadores expulso nas redes sociais, causando assim prejuízos aos “companheiros”, que ficaram indignados e recorreram a o diretório estadual do partido (MDB), que hoje é liderado pelo veterano Tomaz Corrêa, por sua vez  prometeu tomar as devidas providencias com relação ao caso, e a decisão de Edilson Vieira, por ter agido de forma isolada em um caso que depende de analise da executiva estadual, diante dos fatos o segundo informou Tomaz Corrêa, o precipitado vereador será punido dentro do partido por ter trazido desgaste aos seus companheiros de partido.

Fiquei triste com o acontecido deveríamos trabalhar em comum acordo pelo bem da sociedade que nos elegeu, estas desavenças dentro do partido são desgastantes, e muito ruins para os dois lados espera-se que tudo seja resolvido de forma pacifica daqui pra frente, temos o compromisso de exercer nosso mandato mostrando para sociedade resultados que venham de encontro ao bem comum, certo de que tudo acabará bem, deixarei a cargo da executiva estadual que fará o que for melhor para  partido e principalmente para o município finaliza Joaquim Teixeira ao ser entrevistado.

Fonte: Loderval Romano-DRT-1590/RO